Tesouro Direto Risco de Calote → O Governo pode não te pagar

Tesouro Direto Descomplicado

Bom, em tempos de crise é difícil saber onde investir e o Tesouro Direto Risco de Calote aumenta significativamente essa dúvida pois esse risco pode colocar a perder as aplicações e não seria novidade em nosso país o Governo fazer algo que faça-nos perder nosso dinheiro.

Eu tinha um ano quando o “confisco da poupança” do Collor ocorreu, completou 27 anos dia 16 de março.

Não vivi essa época negra do Brasil, mas o que impede que isso ocorra de novo?

Pessoas passando necessidades, sem poder sacar seu dinheiro da poupança durante 18 meses com juros de seis por cento ao ano, vendo a inflação torrar isso pois a mesma era muito alta à época.

A economia só voltou a crescer em 1994, com o lançamento do Plano Real, só dessa data em diante o cenário passou a mudar.

Isso se deve a uma péssima administração pública e essas crises de quebra governamental são cíclicas, ou seja, sempre ocorrem de tempos em tempos pois os governantes não aprendem com o erro do passado, veja os EUA com a crise devido à bolha imobiliária, o mesmo que já havia passado pela crise de 29, tudo isso por conta da intervenção do Governo na economia.

Para quem não sabe, a inflação é causada pelo próprio Governo quando este imprime mais dinheiro e coloca no mercado, faz com que a oferta de moeda cresça e, assim, perca valor. Ou seja, é um imposto disfarçado mas a maioria das pessoas não sabe disso.

Sugiro até que compartilhe esse informação para que alerte a todos sobre isso: “Inflação é imposto disfarçado”.

Mas vamos ao que interessa!

>>> Aprenda a garantir seu futuro com os Títulos Públicos em vídeo aulas <<<Tesouro Direto Risco de Calote Inflação Hiperinflação

Tesouro Direto Risco de Calote

O Risco de Calote por parte do Governo Federal nos títulos públicos existe, isso é inegável.

Mas esse risco não é tão grande pois os títulos públicos representam apenas 1% da dívida doo Governo.

Por outro lado o mesmo deve muito, podendo chegar a R$ 3,650 trilhões em 2017 em dívidas.

Fechou 2016 devendo R$ 3,112 trilhões.

E, como sempre, quem vai pagar essa conta é o povo, seja com o aumento de impostos, com inflação ou sequestro de bens e aplicações.

Mas, não se preocupe, o Tesouro Direto é um dos investimentos mais confiáveis.

Mas é bom pensar em diversificar um pouco sua carteira de investimentos para tentar minimizar os riscos de perda total do seu investimento.

Outros investimentos estão livres disso?

Se, por um lado, ao investir em títulos públicos há o risco de calote crescente com o aumento da dívida governamental, por outro lado ainda continua sendo um investimento seguro.

Outros investimentos possuem riscos diferentes.

E, como já vimos no governo Collor, nem a poupança está livre desses problemas, além de não render quase nada.

Outros investimentos podem apresentar mais riscos como:

Ou seja, não existe investimento totalmente seguro e, além disso, o Tesouro Direto é um dos mais seguros, sendo que o ideal é ter um planejamento para aplicar em mais de uma opção para que não veja seus investimentos todos aplicados em uma só cesta, mas deve-se pensar na diminuição dos riscos e na rentabilidade.

Os outros investimentos que pode fazer são:

Vídeo revela Como Investir no Tesouro Direto e Ter Mais Sucesso Nesse Investimento:Tesouro Direto Descomplicado Conversão master

  • Ações da Bolsa de Valores;
  • CDB (Certificado de Depósito Bancário);
  • Fundos DI (composto em sua maioria pelo Tesouro Selic);
  • LCAs (Letras de Crédito do Agronegócio): Sem imposto de renda para pessoa física;
  • LCIs (Letras de Crédito Imobiliário): Sem imposto de renda para pessoa física;
  • LC (Letras de Câmbio);
  • Entre outros.

Claro que é um pouco complicado aprender sobre todos eles, mas é necessário se quer diversificar seus investimentos e obter bom lucros, então corra atrás de conhecimento e faça seu dinheiro trabalhar por você.

>>> Aprenda a garantir seu futuro com os Títulos Públicos em vídeo aulas <<<

Aumento da dívida gera aumento no Risco de Calote

Como dito anteriormente, os governos não aprendem com o passado, parecem não entender de economia.

Continuam gastando mais que ganham e se afundando em dívidas de juros.

O governo Lula disse que havia acabado com a dívida externa, mas só fez passar a mesma para o mercado interno e, além disso, fez a dívida crescer em 105% em seu governo.

Ele pagou a dívida externa e passando para o mercado interno a juros mais altos e buscando mais dinheiro para seus projetos populistas.

A consequência estamos começando a vivenciar e o cenário não é bom pois, apesar de arrecadar mais de 2 trilhões de reais anualmente, o Governo não consegue administrar o dinheiro público, vulgo dinheiro recolhido coercitivamente do “contribuinte”(contribuinte entre aspas pois como pode ser assim chamado se o imposto é obrigatório?).

Obs.: A arrecadação federal foi de R$ 1,289 trilhões em 2016, sendo que os Estados e Municípios ainda possuem arrecadações próprias como IPVA, IPTU e ISS. Ou seja, é muito ladrão pra pouco dinheiro.

Ou seja, caso o Governo decida não honrar seus compromissos o Tesouro Direto é o menor dos problemas.

Hiperinflação, pior problema que pode existir

Com o descontrole das contas governamentais o Risco de Calote nem chega a ser um problema.

Isso porque a dívida com o Tesouro Direto representa apenas 1% da mesma, gerando em torno de R$ 35 bilhões.

O que são R$ 35 bilhões para quem deve 3,5 trilhões?

Mas, com o descontrole do Governo, a Hiperinflação pode corroer nosso dinheiro.

Basta ligar as impressoras e seu dinheiro vira pó, se os nossos mandatários quiserem isso ocorre, embora seja improvável pois assume-se que todos saibam disso.

Mas mesmo todos sabendo e com a internet para se informar ainda existem governos que fazem isso e prejudica o povo.

Como no caso da Venezuela com uma inflação de 700% anuais.

Imagine o caos que isso causaria?

Já passamos por isso, a torcida é para que nunca mais passemos e possamos viver nossas vidas sem que o Governo a influencie tanto tal como acontece hoje, mais isso é só um sonho, talvez utopia, pois a tendência é que só aumentem os impostos e a regulação estatal, além da dívida descontrolada.

>>> Aprenda a garantir seu futuro com os Títulos Públicos em vídeo aulas <<<

Conclusão sobre Tesouro Direto Risco de Calote

Risco de Calote sempre vai existir, mas, ainda assim, o Tesouro Direto ainda configura um dos mais seguros investimentos.

O problema é que, com o aumento da dívida, tudo se torna caótico no Governo e fica mais difícil prevê-lo.

O principal risco é a volta da hiperinflação que atinge países como:

Venezuela;

Sudão do Sul;

Risco de hiperinflação na Argentina;

Zimbábue.

O ideal era o Governo parar de imprimir moeda, mas como é uma forma disfarçada de cobrar impostos da população, eles fazem isso sem dó, só prejudicando os mais pobres.

Faça o Curso Tesouro Direto Descomplicado e minimize os riscos que pode ter com esse investimento.

Acesse >>> www.tesourodiretodescomplicado.com.br <<< e saiba mais sobre Tesouro Direto Risco de Calote.

Tesouro Direto Descomplicado

2 Comentários para "Tesouro Direto Risco de Calote → O Governo pode não te pagar"

  1. Acho lastimável que uma empresa de investimentos lance mão de boatos, fofocas sem fundamento na realidade passada só para deixar os incautos e bobos apavorados e passarem a pagar corretagens para um grupo de pessoas que deviam sim ser mais profissionais e objetivos e assertivos em suas pretensas elocubraçoes sobre a crise brasileira…ela não é de ontem, é de hoje, desde que o Temer passou a governar e lançar mão de pagamento de propinas para ter seus gastos aprovados…pensei que a Empiricus fosse realmente uma empresa séria. Pensava em me associar e deixar meus investimentos para tomar conta, mas depois de ler todos os últimos artigos, de jeito nenhum.

    • Bom dia, Neri!

      Não sei porque deixou esse comentário nesse artigo, aqui não é lugar para isso afinal não temos relação com a Empiricus e, muito menos, há artigos que contenham o nome da referida empresa.

      E parece-me que é mais uma defensora de governo, todos os políticos são ruins, seja Dilma, Lula, Aécio ou Temer, todos roubam.

      Não vejo porque ter bandidos de estimação.

      Abraços e bom dia!

Deixe uma resposta