Tesouro Direto Caixa Econômica → Como investir, SELIC, Vale a pena

Tesouro Direto Descomplicado

Investir no Tesouro Direto através da Caixa Econômica Federal pode ser bem fácil e vale muito a pena investir, sendo que os títulos vinculados à taxa SELIC são os mais procurados para quem deseja começar esse investimento e aplicar em títulos do Governo Federal.

É bem fácil investir no Tesouro Direto, sendo que possui alguns riscos mas são bem menores que os investimentos comuns.

Investir nesse tipo de aplicação é bem fácil pois exige apenas um agente de custódia e envolve procedimentos bem simples para conseguir, pelo menos, proteger seu dinheiro da inflação e poder ganhar um dinheiro que é pouco mais seguro se comparado com outras formas.

Aqui vou falar um pouco sobre o Tesouro Direto Caixa Econômica Federal, que é uma forma de aplicar sem muitos riscos e em um banco público que possui corretora de fácil utilização.

É importante, também, fazer um curso sobre Tesouro Direto para poder adquirir mais conhecimento sobre o assunto e poder fazer seu dinheiro render muito mais com a aplicação.Tesouro Direto Caixa Economica Federal

Sobre a Caixa Econômica Federal

>>> Aprenda a garantir seu futuro com os Títulos Públicos em vídeo aulas <<<

A Caixa Econômica Federal é um dos maiores bancos do Brasil, sendo que é uma empresa pública.

É uma instituição financeira do Governo Federal Brasileiro, com autonomia e capital próprio, sendo sediada na capital federal (Brasília).

Possui filiais em todo o território nacional e é uma das formas de pagamentos de benefícios do Governo como Bolsa Família e PIS.

A mesma foi criada em 12 de janeiro de 1861 pelo Imperador Dom Pedro II e o propósito era incentivar a poupança e promover empréstimos sob penhor, com garantia do Governo Imperial.

A instituição sempre foi uma das que cobravam menores juros por ser públicas, obrigando, assim, o povo a arcar com possíveis prejuízos, visto que os juros cobrados não cobriam totalmente os prejuízos com calotes e coisas do tipo.

Ou seja, por um lado cobrava baixas taxas e por outro colocava os prejuízos dos empréstimos na conta da população, uma faca de dois gumes.

Tesouro Direto Caixa Econômica Federal

>>> Aprenda a garantir seu futuro com os Títulos Públicos em vídeo aulas <<<

O Invertimento no Tesouro Direto da Caixa pode ser feito através do próprio site da empresa de maneira simples.

Por ser uma empresa pública, a compra e venda de Títulos Públicos tornam-se mais simplificados.

Aqui verá um pouco mais sobre isso.

O que é e como funciona

A Caixa é um dos vários agentes de custódia do Tesouro Direto.

Nesse tipo de investimento o investidor adquire títulos públicos através do Tesouro Nacional.

As operações são feitas pela internet através do site do Tesouro e a Caixa Econômica trabalha para que toda a operação funcione, efetuando o cadastramento e habilitando a negociação com títulos públicos.

Muitas pessoas possuem conta corrente na empresa, e isso torna todos os procedimentos mais simples.

Valor mínimo de investimento

O valor mínimo para investir no Tesouro Direto é de R$ 30,00.

Sendo que deve representar, pelo menos, 1% do valor de um título.

Ou seja, o valor mínimo a ser investido deve ser maior ou igual a R$ 30,00 e, além disso, a fatia adquirida deve representar 1% ou mais de um determinado título no qual se está fazendo o investimento.

Esse valor é considerado descontando-se as taxas e tarifas de serviço cobradas pelos agentes de custódia para realizar a transação.

Valor máximo para investir

O valor máximo que pode ser investido mensalmente é de R$ 1.000.000,00 (Um milhão de reais).

Sendo que esse valor vale para toda a carteira de compra de títulos públicos e não para cada um.

Se deseja investir mais que isso é sugerido que procure outros investimentos de renda fixa.

Características e Rendimentos dos TítulosTesouro direto SELIC IPCA Inflação Prefixado pos-fixado

>>> Aprenda a garantir seu futuro com os Títulos Públicos em vídeo aulas <<<

Cada título público possui suas próprias características e seus próprios rendimentos, veja abaixo:

Títulos Prefixados

Nesse caso quem faz o investimento conhece de antemão o valor que receberá se ficar com o mesmo atá o vencimento.

Ou seja, a rentabilidade é prevista e sabe-se quanto receberá de retorno financeiro no momento do investimento.

Essa é uma excelente opção para quem deseja se planejar para comprar um imóvel, um carro ou qualquer outro bem.

Existem dois desse tipo:

Tesouro Prefixado (LTN)

Esse título é bem simples sendo que o investidor aplica o dinheiro e recebe o valor investido somado a rentabilidade na data de vencimento do título.

Também pode-se ser chamado de fluxo de pagamento simples e calor de face(valor investido + rentabilidade).

Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (NTN-F)

Esse difere-se um pouco do LTN, embora seja, também, prefixado.

O rendimento é recebido pelo investidor ao longo do período de investimento, por meio de cupons semestrais de juros.

Na data de vencimento recebe-se pela aplicação o pagamento do último cupom de juros e o valor total investido somado com a rentabilidade.

Esse é ideal para quem deseja ter uma renda extra no período de investimento, é fazer o dinheiro trabalhar por você.

Títulos Pós-fixados

O valor dos títulos públicos pós-fixados dependem de um indexador como inflação ou a taxa SELIC e da taxa contratada.

Isso define-se no momento do investimento e sabe-se qual a rentabilidade final somente no resgate da aplicação.

Abaixo poderá ver todos os títulos pós-fixados:

Vídeo revela Como Investir no Tesouro Direto e Ter Mais Sucesso Nesse Investimento:Tesouro Direto Descomplicado Conversão master

Tesouro SELIC (LFT)

Esse título público possui a rentabilidade vinculada à variação da taxa SELIC.

Essa taxa é a taxa de juros básica da economia, definida pelo Governo.

O investidor recebe o valor investido somado à rentabilidade na data de vencimento do título.

Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais (NTN-B)

Esse título público possui rentabilidade vinculada ao IPCA, acrescida de juros definidos no momento da aquisição.

O IPCA é o famoso Índice de Preço ao Consumidor Amplo e é a índice oficial de medição da inflação brasileira.

O rendimento dessa aplicação é recebido ao longo do período de investimento, por meio de cupons semestrais de juros.

E na data de vencimento do título recebe-se o valor investido somado à rentabilidade e o pagamento do último cupom de juros.

Tesouro IPCA+ (NTN-B Principal)

Esse título público também possui rentabilidade vinculada ao IPCA, acrescida de juros definidos no momento da aquisição.

O IPCA é o famoso Índice de Preço ao Consumidor Amplo e é a índice oficial de medição da inflação brasileira.

Nesse caso não há pagamento de cupom de juros semestral e é ideal para formar poupança de médio e longo prazo.

O resgate é feito no vencimento do título, sendo que recebe o valor investido somado à rentabilidade total.

Taxas para investir na Caixa

>>> Aprenda a garantir seu futuro com os Títulos Públicos em vídeo aulas <<<

A maioria dos agentes de custódia possuem taxas, no caso da Caixa Econômica as taxas são bem baixas.

Para investir no Tesouro Direto da Caixa paga-se duas taxas:

Caixa​: 0,40% ao ano

É cobra anualmente, sendo que a referente ao primeiro ano é cobrada logo na aquisição dos títulos públicos.

Ela é inclusa no débito da aquisição e efetuada na conta corrente do cliente.

Os demais anos serão pagos semestralmente sendo:

  • no 1º dia útil de janeiro; e
  • no 1º dia útil de julho

Ou na ocorrência de um evento de custódia(pagamento de juros, venda ou vencimento do título).

A taxa é cobrada proporcionalmente ao tempo que se mantiver a aplicação e é debitada automaticamente da conta corrente do investidor.

BM&FBOVESPA – CBLC​: 0,30% ao ano

É cobrada anualmente sobre o valor dos títulos.

Refere-se aos serviços de guarda dos títulos, informações e às movimentações dos saldos.

É recolhida semestralmente, sendo:

  • no 1º dia útil de janeiro; e
  • no 1º dia útil de julho

Ou na ocorrência de um evento de custódia(pagamento de juros, venda ou vencimento do título).

A taxa é cobrada proporcionalmente ao tempo que se mantiver a aplicação e é debitada automaticamente da conta corrente do investidor.

Obs.: Essa taxa é cobrada por todos os agentes de custódia, não só pela Caixa Econômica Federal.

Como aplicar / Investir na Caixa EconômicaComo investir no Tesouro Direto pela Caixa

Para aplicar ou investir em títulos públicos pela Caixa é preciso ser titular de uma conta corrente na instituição;

Depois é preciso se cadastrar no Tesouro Direto na sua agência da caixa.

É possível fazer o cadastramento para investir através do Internet Banking CAIXA, veja abaixo o passo a passo do cadastramento:

  1. Acesse sua conta corrente no Internet Banking Caixa;
  2. Escolha a opção Investimentos;
  3. Clique em “Tesouro Direto” e depois em “Aderir”;
  4. Preencha os dados solicitados;
  5. Leia o Termo de Adesão;
  6. Clique em continuar;
  7. Leia o Contrato de Prestação de Serviços de Agente de Custódia;
  8. Confirme seus dados na próxima tela e pronto. Seu cadastro está efetivado.

Dentro de 02 dias receberá no seu endereço de e-mail informado na hora do cadastramento a senha provisória para começar a operar no Tesouro Direto.

Como investir

Para investir é só acessar o Internet Banking, na aba de investimentos escolher Tesouro Direto e clicar em “Comprar e Vender”, ou acessar diretamente o site do Tesouro Direto.

No primeiro acesso ao site do Tesouro Direto, será solicitada a troca da senha por uma definitiva, o login é o seu CPF.

Simulador do Tesouro Direto Caixa Vale a PenaSimulador Tesouro Direto Caixa

A Caixa não possui simulador do Tesouro Direto, mas pode-se acessar e usar o do próprio site do Governo Federal para fazer a simulação.

Ou ver, também, a tabela de rentabilidade do Tesouro Direto para ver quanto se pode ganhar aplicando em títulos públicos.

Através do simulador é possível ver se a aplicação vale a pena.

Caso ache que vale a pena, a corretora da Caixa Econômica pode ser a melhor a opção pois é muito prática e simples de realizar as transações através da plataforma da empresa.

Conclusão sobre o Tesouro Direto Caixa Econômica

>>> Aprenda a garantir seu futuro com os Títulos Públicos em vídeo aulas <<<

Investir no Tesouro Direto é relativamente simples, não precisando de conhecimentos avançados em aplicações, e através da corretora da Caixa Econômica isso torna-se mais simplificado como pode ser visto acima.

Outra excelente opção é o Tesouro Direto do Banco do Brasil, que também possui excelentes facilidades na hora de fazermos os nossos investimentos.

Caso deseje ganhar mais e se aprofundar no tema sugiro que faça o curso Tesouro Direto Descomplicado para aprender as melhores técnicas para ganhar muito dinheiro com esse tipo de aplicação.

E informação nunca é demais, e, muito menos, se tratando de por seu dinheiro em jogo, por isso sugeri o curso acima podendo ser acessado através do link: tesourodiretodescomplicado.com.br <<< Acesse e se torne um profissional em Tesouro Direto! 🙂

Tesouro Direto Descomplicado

6 Comentários para "Tesouro Direto Caixa Econômica → Como investir, SELIC, Vale a pena"

  1. Pingback: Tesouro IPCA → Investir no Tesouro Direto vinculado à taxa de inflação

  2. Pingback: Imposto de Renda sobre Tesouro Direto - Declaração e valores

  3. Pingback: Tesouro Direto Cotação → Cotação histórica, gráficos, preço hoje

  4. Pingback: Tesouro Direto Bradesco Corretora | CLIQUE AQUI

  5. Pingback: Melhor Corretora para Tesouro Direto | VEJA AQUI Como escolher

  6. Pingback: Tesouro Selic (LFT) → Como investir, aplicar, simulador, rentabilidade

Deixe uma resposta